Pizza, refrigerante, salgadinho30/03/2012 | 12h02

Top 10: conheça os alimentos que mais fazem mal à saúde e por quê

Nutricionista explica os efeitos nocivos que esses produtos causam no organismo

Enviar para um amigo
Top 10: conheça os alimentos que mais fazem mal à saúde e por quê Divulgação/Daniela Meira/Mais Você/blog água na boca
É gostoso, mas faz mal de várias maneiras diferentes Foto: Divulgação/Daniela Meira/Mais Você / blog água na boca
Roberta Ávila

Curta a página do Donna DC no Facebook.

A nutricionista Ana Paula Silva Branco fez um ranking dos produtos que mais fazem mal à nossa saúde e foi além, ela explica porque faz mal comer açúcar e que doenças o consumo de determinados alimentos podem causar:

1) Açúcar refinado ou açúcar comum ou branco

Segundo Ana Paula, o açúcar inibe a absorção de nutrientes como vitaminas e minerais, agride o intestino, causa desequilíbrio na flora intestinal, aumentando número de bactérias e fungos no organismo, pode causar inflamações e pode provocar diabetes.
- Além disso o açúcar pode causar dependência ou seja quando não ingerimos sentimos falta - explica a nutricionista.

2) Farinha de trigo refinada

Utilizada para fazer, bolos, tortas e pães ela é pobre em nutrientes e age da mesma forma que o açúcar no organismo. Também aumenta triglicerídeos, o risco de diabetes e obesidade. Esses são os problemas de se trocar uma refeição por lanches. 

3) Sal em excesso

O sal aumenta a pressão arterial, sobrecarrega os rins, que têm que trabalhar mais para eliminá-lo e causa inchaço devido à retenção de líquido no corpo.

4) Embutidos (salame, salsicha, mortadela, linguiça incluindo também peito de frango ou peru defumados)

Esses alimentos apresentam sal em excesso, que aumenta a pressão arterial. Eles também têm gordura saturada, que aumenta o colesterol ruim (LDL), e são ricos em nitritos e nitratos, substancias usadas na fabricação de embutidos que tem alto poder cancerígeno. Aumenta o fator de risco principalmente no pâncreas e no intestino. Esses alimentos aumentam principalmente o risco de câncer no pâncreas e intestino.

5) Sorvete

Sorvete possui gordura, principalmente gordura trans, além de açúcar, que aumenta o colesterol ruim e triglicerídeos. Além disso eles são muito calóricos e ajudam aumentar o peso, afirma Ana Paula. Os sorvetes também são ricos em corantes, que podem causar reações alérgicas, dificuldades respiratórias, irritação estomacal, problemas na pele, hiperatividade e ainda chances de desenvolver no organismo substâncias que causam câncer. Se consumidos com frequência eles podem até interferir no processo metabólico e neurológico. Os corantes só servem para dar cor e aparência e não possuem nenhum valor nutritivo.

6) Alimentos industrias (salgadinhos, pipoca de microodas e outros)

Ricos em sal, corantes, gordura trans e gordura saturada, utilizados para que os alimentos durem por mais tempo, aumentam a pressão arterial e o risco de infarto. Também são ricos em corantes artificiais  e conservantes.

7) Fast food (pizza, batata frita e hambugueres)

São alimentos hipercalóricos e pobres em fibras. Para alguns dele, uma pequena quantidade já equivale ao valor calórico de uma refeição completa em termos de calorias. Em excesso podem entupir veias, causar aumento de peso, diabetes e doenças cardiovasculares. A batata frita é um problema à parte, ela não só é rica em gorduras trans mas também em acrilamida, uma das substância altamente cancerígena que é produzidas quando as batatas são aquecidas em altas temperatura.

8) Refrigerante

Rico em açúcar e corantes artificiais, soma os problemas causados pelos dois.

9) Bebida alcoólicas

O excesso ao longo dos anos pode levar a perda de neurônios, causando causar déficit de aprendizado e falta de memória.

10) Café

Possui cafeína, que é um estimulante, mas em excesso pode causar irratibilidade, estress, ansiedade, alterações do sono e até taquicardia. O recomendado é não ultrapassar duas a três xícaras de chá por dia. 

— O mesmo vale para chá preto, chá verde, refrigerante de coca, chá mate e chimarrão — conclui a nutricionista.

Notícias Relacionadas

Estilo de vida 29/03/2012 | 12h19

Dieta vegetariana pode ajudar a emagrecer, afirmam nutricionistas

Mas não adianta só parar de comer carne, é preciso fazer uma reeducação alimentar

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários
clicRBS
Nova busca - outros