Versão mobile

17/10/2011 | 00h01

Em reportagem do Fantástico, inválidos da Assembleia alegam que foram curados pela fé

A repórter Kiria Meurer teve acesso a todos os processos de aposentadoria

Enviar para um amigo
O programa Fantático, da Rede Globo, apresentou na noite de ontem uma reportagem sobre as aposentadorias por invalidez da Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Em cerca de 11 minutos, foi feito um resumo da polêmica que resultou nas perícias médicas que constataram indícios de irregularidade em 111 dos 210 inválidos dos legislativo.

Assista à reportagem exibida pelo Fantástico neste domingo, dia 16.

A repórter Kiria Meurer teve acesso a todos os processos de aposentadoria e foi atrás de alguns dos inválidos que estão sob investigação do Instituto de Previdência de Santa Catarina (Iprev) e do Ministério Público de Santa Catarina (MP-SC), com ênfase para os aposentados de 1982.

Na calçada da Assembleia, ela tentou falar com Gaizito Neunberg, que correu uma prova de 10 quilômetros em cerca de uma hora no dia 2 de outubro. Perguntado sobre a invalidez permanente baseada em supostos problemas cardiácos graves, Gaizito ironizou:

— Eu devia andar de bengala? — perguntou o inválido, que chegou a convidar Kiria Meurer para uma "corridinha".

Elpídio Ardigó foi aposentado por problemas graves no fígado. O médico Nicolau Heuko Filho, da Junta Médica do Estado, afirmou que alguém com aquele diagnóstico teria passado por hemodiálises e transplante de rim. Sem saber que estava sendo gravado, Ardigó admitiu que nunca se tratou. 

— Não tem cura. Mas para o meu Deus não tem nada impossível. Agora, não te explico o milagre. É impossível — afirmou o aposentado.

Espondilite anquilosante, doença rara e incurável na coluna, foi o diagnóstico que aposentou Jandira Rodrigues, também em 1982. Nicolau Heuko Filho explicou  que a doença faria com que ela estivesse hoje em "posição de esquiador", sem poder caminhar. Caminhando normalmente, ela também deu justificativa divina para a cura.

— Não posso falar porque eu tenho uma coisa minha, da minha fé — disse Jandira.

A reportagem também trouxe novas revelações sobre a "máfia da muletas", como ficaram conhecidas as aposentadorias por invalidez de 1982. Dos 75 casos de invalidez registrados naquele ano, 70% foram baseados em atestados médicos assinados por um pediatra, inclusive casos de doenças graves do coração. Alguns dos atestados que basearam a concessão dos benefícios tinham assinaturas diferentes para um mesmo médico.

Sem se idendificar, a mulher de um dos aposentados disse à reportagem que seu marido era saudável quando foi diagnostificada a invalidez e que, na época, funcionários da Assembleia foram convidados a se aposentarem, abrindo vaga para a contratação de pessoas indicadas. Na época, não existia obrigatoriedade de concurso público. 

— Iam passando de sala em sala, chamando — afirmou.

Notícias Relacionadas

10/10/2011 | 21h28

Iprev inicia processo administrativo contra 35 aposentados inválidos da Assembleia de SC

A lista foi publicada no Diário Oficial do Estado no dia 3 de outubro

05/10/2011 | 20h51

Aposentado por invalidez, Valter Clementino Pereira, volta ao trabalho na Assembleia Legislativa

Jornalista foi o único dos 16 inválidos que não tiveram doenças comprovadas, obrigado a voltar

30/09/2011 | 20h42

TJ determina que aposentado"inválido" da Alesc deve voltar ao trabalho na segunda-feira

Liminares serão analisadas em 26 de outubro pelas quatro câmaras de direito público

28/09/2011 | 22h04

Alesc apresenta recursos para derrubar liminares que impedem convocação de "inválidos"

Sevidores foram considerados saudáveis pelas perícias da junta médica estadual

28/09/2011 | 06h10

Iprev começa a apurar indícios de irregularidade em 111 aposentadorias por invalidez da AL

Dos 454 aposentados da Assembleia, 210 conquistaram o benefício por invalidez permanente

Comentar esta matéria Comentários (12)

IVO COSTA

A semvergonhice deste povo não tem limites!A corrupção é um mal endêmico que contamina geração após geração neste país,e certamente é a causa do caos vivido por nós,cidadãos comuns,que não vivemos do cabide úblico.

17/10/2011 | 19h59 Denunciar

rodolfo

O mais intrigante não é o escândalo, mas a maneira que a RBS trata o assunto. Não citam os nomes do Presidente da Asssembléia em 82, do Diretor da casa, muito menos do médico chefe da junta que chancelou essa esculhambação. Pior é que também só mostraram os fraudadores menos conhecidos, deixando de fora àqueles com maiores cargos e salários. Jornalismo de "qualidade" é isso aí.

17/10/2011 | 10h39 Denunciar

Rid

Realmente é a casa da Fé, uns fedem menos e outros com fé demais, espero que não vire pizza.

17/10/2011 | 10h20 Denunciar

luiz carlos pinto gil

Que Deus me perdoe ,mas tambem nos presídios vemos muitos casos em que usam o nome de Deus, da fé para se desenrolarem de seus problemas .Imaginem quantos iguais a este entrevistado estão desfrutando da mesma mordomia e no entanto uma enormidade de gente que realmente precisa de estar aposentado por problemas de saúde,que voltam para casa com um VERGONHOSO ATESTADO PERICIAL DIZENDO QUE ESTE É APTO AO TRABALHO,gente que nem vistas mais tem para nada.Mas como isto aqui é Brasil,vamos lendo !

17/10/2011 | 10h11 Denunciar

Re

Esses "inválidos" cara de pau ainda são capazes de usar Deus para justificar seus roubos aos cofres estaduais. Eles não aprenderam que justiça divina é a única coisa que não falha? Sinto vergonha, além de revolta e nojo, de gente que ficou mamando nas tetas do dinheiro público durante tantos anos, nem se importando se era correto ou não. Cadeia agora e inferno depois.

17/10/2011 | 10h02 Denunciar

André

Se depender dos gestores públicos não vai acontecer nada,como não aconteceu nada até hoje.Tem muita gente envolvida nesta máfia, mas aqui se faz e aqui se paga.Justiça será e sempre é feita.E a tal de fé alegada pelos caras ditos inválidos deve ser a fé no d.i.a.b.o

17/10/2011 | 10h01 Denunciar

Idelvino

Cumprimentando a rbs e a Globo vem denunciando tudo isso,a caixa preta da ALESC foi aberta, cumprimento os deputados principalmente o presidente, por se o presidente, tiveram a firmeza de denunciar e cortar os super salários e agora fazer devolver todo dinheiro que o povo pagou impostos e foi parar no bolso deses cafajestos imprudente e maléfico para a sociedade. Não divulgar meu nome e e-mail.

17/10/2011 | 09h59 Denunciar

Paulo

Quem era o presidente da Assembléia na época das fraudes? Quem era o Diretor Geral? Quem se beneficiou com esta "farra" (políticos, partidos)? Quantos, desta centena, são parentes ou apadrinhados de (ex) deputados ou políticos (confiram os sobrenomes)? Jornalismo investigativo já!

17/10/2011 | 09h55 Denunciar

Carina

Realmente a fé dessas pessoas é uma coisa poderosa. Gostaria de ter essa fé. Isso é uma vergonha!!! Pessoas saudáveis e "paradas" tão cedo. Pessoas descartáveis. Essas pessoas dormem bem? Não refletem no mal que fazem a sociedade como um todo. São meus impostos que pagam essa "festa" toda. LAmentável.

17/10/2011 | 09h30 Denunciar

Ivan

O que mais impressiona é que essa gente nem fica vermelha e acha que o mundo (exceto eles proprios, é claro) é constituído de um bando de idiotas.

17/10/2011 | 08h41 Denunciar

Clayton

É muita cara de pau.

17/10/2011 | 08h22 Denunciar

Francine

O mesmo governo que incentivou, ofereceu e disponibilizou a aposentadoria aos funcionários, agora os expõe e os ridiculariza em rede nacional por uma falha do próprio governo! Sim, foi de má fé ter aceitado os que lhes foi oferecido, mas aí está, se é errado, por que a AL ofereceu? Por que a AL se tornou a irônica vítima injustiçada?? Infelizmente, o governo continua sendo a chaga da sociedade, evidentemente influenciando a tudo e todos para promover a sua própria redenção.

17/10/2011 | 07h55 Denunciar

Siga Diário Catarinense no Twitter

  • dconline

    dconline

    Diário CatarinenseInfográfico: entenda como ocorreu o assassinato que terminou em acidente na Via Expressa, em Florianópolis. http://t.co/sknCHI5o6Bhá 2 horas Retweet
  • dconline

    dconline

    Diário CatarinensePrefeitura de Jaraguá do Sul pede reintegração de casas invadidas de loteamento popular http://t.co/vEDU9jhPeehá 3 horas Retweet
clicRBS
Nova busca - outros