Versão mobile

20/07/2009 | 20h16

Malabaristas estão proibidos de trabalhar nas ruas de Florianópolis

Plano de fiscalização vai retirar cerca de 50 artistas dos semáforos

Enviar para um amigo
Malabaristas estão proibidos de trabalhar nas ruas de Florianópolis Susi Padilha/
Artista de rua que não acatar a decisão terá equipamento recolhido, assinará termo circunstanciado e poderá ser preso Foto: Susi Padilha

Artistas de rua estão proibidos de trabalhar em Florianópolis. Uma portaria emitida pela prefeitura de Florianópolis em 30 de junho determina a retirada definitiva dos malabaristas que ficam nos semáforos da capital de Santa Catarina.

Segundo o engenheiro José Carlos Ferreira Rauen, secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano de Florianópolis, muitos dos chamados artistas são estrangeiros e não têm autorização para trabalharem no Brasil.

— Não queremos esse tipo de trabalho aqui. Florianópolis limpou desde o início da fiscalização. Quero uma cidade com noção de organização administrativa — diz o secretário.

Fiscalização

Rauen afirma que tanto artistas estrangeiros quanto brasileiros serão retirados da cidade.

Dois fiscais por turno estão nas ruas para retirar os malabaristas dos semáforos.

Na primeira abordagem o material de trabalho (pinos, bolas etc) será recolhido e encaminhado à prefeitura. Para recuperá-lo, o artista deve pagar um salário mínimo (R$ 465).

Numa segunda abordagem, os fiscais chamam a Guarda Municipal para que os malabaristas assinem um termo circunstanciado na delegacia. Na terceira vez, os artistas serão presos.

Os malabaristas atuam geralmente em semáforos nas ruas da região central de Florianópolis e nas proximidades da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), na Trindade, e Universidade Estadual de Santa Catarina (Udesc), no bairro Santa Mônica.

— Estamos fazendo a fiscalização em torno de três semanas e foi comprovado que esses artistas não são brasileiros. Eles ficam nas esquinas e nos canteiros da cidade mas não têm autorização da prefeitura para trabalharem. Nós recebemos várias denúncias de pessoas reclamando de extorsão. O dinheiro é retirado na marra da população — explicou Rauen.

Repressão

Artista itinerante há pelo menos sete anos, conhecido como Curinga, atua nos semáforos próximos à UFSC. Brasileiro, natural do Rio Grande do Sul, considera a medida adotada pela prefeitura repressiva.

— É uma repressão contra os artistas e contra a arte popular, que no Brasil já não é difundida — reclama o malabarista.

Saiba mais

    Notícias Relacionadas

    20/08/2008 | 21h12

    Palhaço orienta trânsito em Florianópolis

    Semáforo com defeito complicou o tráfego no bairro Estreito

    Comentar esta matéria Comentários (151)

    silvia moraes

    acho que devem tirar malabaristas sim, a maior parte que conheço são clandestinos, pessoas sem visto para estarem no país e ainda dão risada das pessoas que trabalham, ganham em média R$ 50,00 por dia. Qual o trabalhador brasileiro que ganha isso???e estão ilegais no Brasil

    29/06/2012 | 14h05 Denunciar

    Vandir Villar

    Mais vale um malabarista maltrapilho trabalhando, que um político bem vestido que...... aiai

    28/12/2009 | 00h39 Denunciar

    cristina

    realmente dá muita vergonha em viver nesta cidade retrógrada, que nao faz nada pela arte popular. Arte de rua é milenar e não devemos dar as costas para nossa cultura. Esse argumento de extorsão é mentira. é inconstitucional, aguardem

    01/08/2009 | 15h47 Denunciar

    Thomas hernandez

    Primeiro lugar, paga quem quer. Eu moro em floripa, sou malabarista amador por amor a arte mas nao faço na sinaleira. Conheço muitos malabaristas de sinaleira e posso afirmar ... são humildes, honestos e não cobram, nem forçam ninguemn a pagar pelo trabalho apenas "passam o chapéu". Paga quem quer. É arte e concordo com o diretor de teatro Amir Haddad que a prefeitura deveria pegar estes malabaristas e inseri-los pelo seu talento em projetos assistenciais... insentivar o talento. A rua ja está

    29/07/2009 | 12h01 Denunciar

    florianopolitana

    Impressionante...Florianópolis desenvolve-se riduculamente...bando de estressado...deixa a arte...vai trabalhar...tem muito o que fazer pela admintração dessa cidade...uma vergonha...Qq um q tem sensibilidade sabe que a arte é carinhosamente recebida nas ruas de qq cidade que se preze no mundo...só copiam o q não presta...

    24/07/2009 | 22h20 Denunciar

    tiago

    TEM Q TIRAR FLANELINHA TAMBÉM! Pelo menos já deram o primeiro passo, o transito da cidade já é ruim. Vez ou outra existe alguém que demora pra sair no sinal pra dar dinheiro pros "artistas".

    23/07/2009 | 17h35 Denunciar

    rafael

    Concordo com a decisão do indigitado "despreparado". Na verdade, quem deu a última palavra foi o Dário. O Brasil é o único país civilizado do mundo que tem artistas de rua nos semáforos. Nos demais, sempre estão em metrôs, praças, etc. Mas nunca num semáforo e nunca pedem contribuição, mas sim, contam com a boa vontade das pessoas. Imaginemos um turista estrangeiro sendo achacado num semáforo? Espalha para outros e arranha a imagem da cidade. Que se faça um local especifico para estes artistas

    23/07/2009 | 11h13 Denunciar

    Pablo

    que absurdo proibir a o livre arbítrio de artistas que nos alegram nos faróis da cidade, será que este desesperado por notoriedade não tem algo mais produtivo a fazer do isso? quer aparecer pendure uma melancia no pescoço,

    22/07/2009 | 17h03 Denunciar

    Rogério

    Como é que colocam um despreparado desses como secretário? Sr Secretário, esse pessoal que faz arte pra sobreviver vai trabalhar no quê? Nem todo mundo é político pra ganhar fácil uma boquinha no governo, sem prestar concurso público. É melhor esse pessoal trabalhando com arte do que roubando e matando. Arte, cultura e educação são formas de trabalho sim. Artista de rua faz arte popular e sobrevive disso. Estes governantes demagogos e incompetentes e este país me dá nojo.DEIXEM ESSEPOVOTRABALHAR

    22/07/2009 | 13h13 Denunciar

    marcos

    pq nao se preocupam em tirar vagabundo que mora nas ruas que mijam e sujam praças,flanelinhas que ameaçam a gente,os artistas nao encomodam enfeitam a area urbana da cidade,uma pausa pra ver um malabares num semáforo ,é melhor do que uma bala na cabeça,isso é querer mostrar uma cidade que tenta esconder sua pobreza o mesmo que varer pra debaixo do tapete a sujeira,nosso prefeito vai de mau a pior e isso é governar pras pessoas hein,nossa ilha afunda enquanto ele pensa na prox eleiçao.

    22/07/2009 | 10h22 Denunciar

    Júnior

    Moro há 10 anos fora do Brasil e cada vez qze chego aí, fico mais revoltado ainda. Isso aí é a casa da mae Joana. Mas o povo gosta; entao o negócio é deixar palhacos, flanelas, sambistas, e os cabeludos da lagoa da Conceicao todos a vender trancinhas hippies e a fazer tudo aí pelos semaforos! Dá uns dez anos e vamos ver esse povo que apoio a tal "arte"(que só se vê aí) reclamar que nao aguenta mais! Povo burro, num país que já é um circo, é merecido.Nao volto pra essa m nunca mais!Povo ignorante

    22/07/2009 | 04h10 Denunciar

    Malabarista

    A portaria é inconstitucional pois vai de encontro à presunção de liberdade individual. Os artistas de rua não extorquem ngm, a arte está lá pra QUEM QUISER VER, ngm é obrigado a assistir ou pagar, falar que se sente compelido a contribuir é uma palhaçada! Essa cidade é um mar de incompetentes, conservadores e aculturados, atitude que se reflete nos seus representantes que editam tais medidas absurdas. Sou malabarista profissional e administrador público. DEFENDO A LIBERDADE DE EXPRESSÃO!

    22/07/2009 | 00h01 Denunciar

    SARA

    UM ESTUDO REALIZADO EM SP COMPROVA QUE ONDE HÁ MALABARISTAS EM SINAIS DE TRANSITO, NÃO TEM ASSALTOS. ENTÃO A PREFEITURA DE FLORIPA PREFERE O BANDIDO ASSALTANDO DO QUE O ARTISTA TRABALHANDO?

    21/07/2009 | 23h18 Denunciar

    luana

    "Quem é pior: O artista, que fica ~90 segundos na frente do seu carro e passa com o chapéu na mão sorridente do seu lado, mesmo sem ganhar nenhum trocado; ou o flanelinha, dono da rua, que te cobra aluguel por algo que é publico e ainda faz cara feia?" ...xenofobia e repressão ditatorial em Florianopolis? e quem se encarrega dos empresarios e protetores deste que extorquem o povo que paga passagem cara em transporte q deveria ser publico..Limpar neste contexto parece um contexto NAZISTA!

    21/07/2009 | 19h30 Denunciar

    Priscila Besen

    Gostaria de saber de onde surgiram essas "várias denúncias de extorsão", pois jamais vi artistas no sinal obrigando alguém a contribuir.

    21/07/2009 | 19h04 Denunciar

    Gustavo

    O que os jovens do monte cristo, do mont serrat, do mocotó, da mariquinha, da serrinha, etc... estão fazendo? Muitos deles ocupam boa parte do seu tempo dando os primeiros passos na criminalidade, não é? Muitos querem ser jogador de futebol, etc... Tenho certeza que estudar numa escola de circo mudaria a vida de muitos deles. Os artistas podiam ser professores, podiam receber uma associação só sua, educação se lhes faltar, visto, salário. Nem passou pela cabeça do sr. Rauen, não tenho dúvida.

    21/07/2009 | 16h31 Denunciar

    Gustavo

    O sr. Rauen pensa que é inglês. Mas se esquece que na europa os artistas de rua trabalham, são regulamentados, pagam impostos. Essa fala do "Eu não quero" soa bastante emblemático. Administração pública tem que ser impessoal sr. Rauen, não existe EU. Esse pessoal aí que se diz contrangido e ficam obrigado a contribuir tem algum problema que não sei qual é. Eu digo não tenho, dou um sorriso, pronto. Alias eles nem pedem, só vão até os que abrem o vidro ou fazem sinal.

    21/07/2009 | 16h27 Denunciar

    Willy Stadnick Neto

    Quem é pior: O artista, que fica ~90 segundos na frente do seu carro e passa com o chapéu na mão sorridente do seu lado, mesmo sem ganhar nenhum trocado; ou o flanelinha, dono da rua, que te cobra aluguel por algo que é publico e ainda faz cara feia? Tsc, tsc, tsc... Daqui a pouco vão expandir a lei pros os hippies que vendem artesanatos nas praças, pros vendendores ambulantes de cabides, meias, ... Brasil-sil-sil!!!

    21/07/2009 | 12h51 Denunciar

    Kika

    Fora o fato de tal atitude ferir diversos artigos da Constituição Federal (liberdade de locomoção, liberdade de expressão artística, prisão apenas por ordem judicial ou em flagrante delito)...

    21/07/2009 | 12h20 Denunciar

    Gustavo

    Tantos jovens com tempo livre, se ocupando com drogas e violência em todas as comunidades que crescem ao redor da riquesa da cidade. Porque ao invez de expulsa-los ou torna-los sem ocupação (nova ocupação potencialmente ruim) não fazem uma associação de artistas de rua, que lhes provenha educação, visto, quem sabe cidadania, aumento de ganhos. Porque não botam eles num projeto social, ensinando todos esses jovens, aumentando a sua renda. Seria melhor pra nós, eles, prefeitura, jovens.

    21/07/2009 | 12h08 Denunciar

    MD

    Otima medida, mas deveria ser aplicada tambem aos flanelinhas... Sera se ja nao basta pagar a zona azul? Ta mesmo é faltando vontade da parte do governo de acabar com o verdadeiros problemas.

    21/07/2009 | 12h06 Denunciar

    Gustavo

    Creio que seja ilegal confiscar alguma coisa e estipular (baseado em NADA) um resgate. Lógico qual o artista de rua vai processa-los? Cada vez é maior a distância entre as ações do poder público e a nossa vontade.

    21/07/2009 | 11h49 Denunciar

    Marco

    Isso é uma tremenda sacanagem,deixa os caras mostrarem o q sabem,e a prefeitura ainda quer tomar um salario minimo dos caras se forem abordados,brincadeira hein!só nessa cidade acontece essas coisas,lamentavel!

    21/07/2009 | 11h40 Denunciar

    Arnaldo Garcia

    Xenofobia! é nome desta lei. Nunca me senti constragido pelos artistas de rua, Alias, vendedores de jornal, de bala ou malabarista sejam bem vindos... Ruim é ter um 3 oitão na cabeça ou quem sabe é isto que queira o Sr Rauen? Ah! aos que tanto gostam de bater no peito e dizer: Eu pago meus impostos!! Eu digo: Será mesmo que pagam?

    21/07/2009 | 11h38 Denunciar

    Hélio Pereira

    Murilo Silva, adorei teu comentário, mas o que eu mais me divirto em todos eles é o grito dos derrotados que perderam a tetinha que detinham..... Que venha a próxima eleição, a competência vencerá- mais uma vez - a insolência.... Em tempo: Esses "artistas" poderiam muito bem se apresentar junto as feiras de artesanato, como a da praça da Lagoa da Conceição, na feira das Alfaias em Sto. Antônio de Lisboa, pois esse é o seu público alvo.

    21/07/2009 | 11h35 Denunciar

    Vanessa

    Gente, nunca vi esses ARTISTAS obrigando alguém dar dinheiro a eles. Por onde meu marido e eu passamos, sempre foram muito divertidos e educados, e se não tínhamos "umas moedinhas" para eles aplaudíamos, pois é um trabalho fantástico e que deve ser valorizado e não escorraçado! Eles estão trabalhando, são adultos...É por isso que a cultura circense está morrendo! Mas aposto que se fosse uma "moçoila" balançando a bunda, o Sr. Secretário não se importaria tanto, afinal,essa é a cultura do Brasil.

    21/07/2009 | 11h35 Denunciar

    sandro schulle

    EM vez de se preocupar com a seguranca da populacao e melhorar o transporte coletivo , fica tirando um cidadão que quer realmente ganhar seu dinheiro de forma digna . CADE O DIREITO DE IR E VIR .

    21/07/2009 | 11h28 Denunciar

    Gustavo D.

    Enquanto no âmbito federal acontece a anistia dos imigrantes, em Florianópolis uma Portaria declara que os malabaris estrangeiros estão “sujando” a cidade e foram proibidos. Há algo que se pode fazer em relação a isso? É de um preconceito tamanho que não faz o menor sentido. Quem é essa elite que se sente tão profundamente "extorquida" que não pode ver um artista de rua passar um chapéu próximo a sua janela?

    21/07/2009 | 11h26 Denunciar

    JOSE

    DEU DÁRIO BERGER. DEU PRÁ BOLA. QUE VENHAM AS PRÓXIMAS ELEIÇÕES E VAMOS BOTAR GENTE NOVA PARA ADMINISTRAR NOSSA CIDADE.

    21/07/2009 | 11h26 Denunciar

    Luiz Carlos

    Sou natural de Florianópolis e moro em Brasília há quase 4 anos. Por aqui os semáforos estão repletos de malabaristas e confesso: São das poucas diversões no trânsito das capitais. Eles são divertidos, respeitáveis e merecem a oportunidade de trazer alegria para nós.

    21/07/2009 | 11h15 Denunciar

    Thiago

    Os palhaços de rua estavam incomodando a vidinha dos da prefeitura...

    21/07/2009 | 11h11 Denunciar

    Aderbal

    Isto não tem nada a ver com trânsito nem com repressão à arte. Aquilo ali é rua e o motorista não tem como escolher se quer ou não estar nesta situação. Muitos oportunistas aproveitam para estudar a situação dos carros. Quer apresentar-se, existem lugares apropriados. Quer trabalhar no Brasil, faça do modo correto. Aliás, a maioria destes são péssimos. Parabéns Prefeitura.

    21/07/2009 | 11h09 Denunciar

    Michel Nunes

    É uma vergonha para florianopolis ter um cidadão desse como secretario do meio ambiente, se referindo a pessoas como " lixo", e dizer que esses artistas usam do meio de extorsão é a maior mentira, moro ali na região da ufsc e nunca se quer incomodaram, quando nao recebem dinheiro ainda saem sorrindo... muito diferente dos flanelinhas, e tirar o material deles e cobrar um salario minimo?? absurdo isso..

    21/07/2009 | 11h05 Denunciar

    Claud

    Devemos lembrar da liberdade, vejo dia a dia medidas arbitrárias sendo adotadas por estes "donos" da cidade, seria muito mais democrático uma consulta popular, aí sim veriam o que os cidadãos de Florianópolis (de fora e daqui) que pagam impostos realmente acham que deveria ser feito. Entre os comentários vi um que me deixou perplexo, uma pessoa falando contra as pessoas do interior do estado, olha de acordo com a constituição todo brasileiro tem o direito de ir e vir no território nacional.

    21/07/2009 | 11h00 Denunciar

    José elói Werner Júnior

    Acho que a Prefeitura tem mais com o que se ocupar. A mim não incomodam os artistas de rua. Passo todos os dias com meu carro e nunca fui extorquido. pelo contrário. Eles só chegam no carro quando recebem sinal positivo de que vão receber a gorjeta. Costumo não contribuir, mas não condeno quem o faça. Afinal são artistas de rua, e ainda que alguns assim não encarem, não deixa de ser um trabalho honesto.

    21/07/2009 | 10h53 Denunciar

    Giselle Vasconcelos

    ABSURDO! "Cidade com noção de organização administrativa?!" para conseguir isto querido, você deveria deixar os artistas trabalharem em paz e cuidar do transito, das favelas que crescem cada vez mais na nossa cidade!

    21/07/2009 | 10h53 Denunciar

    Sidnei

    Sem comentários é esse tipo de autoridade que administra nossas cidades, extorção a motoristas, extorção é a zona azul, os radares etc..... Dizer que a prefeitura esta realizando uma conferência sobre cultura. É com você luiz Carlos Pratz.

    21/07/2009 | 10h53 Denunciar

    sara

    E os flanelinhas nos extorquindo, a insegurança, os moradores de rua?????????? Tem coisa mais importante a se fazer. Ta faltando bom senso. Alias é legal o trabalho de flanelinhas?????? ESSES SIM NOS FORÇAM A PAGÁ-LOS E NOS AMEAÇAM QUANDO ISSO NÃO OCORRE!

    21/07/2009 | 10h52 Denunciar

    Simone Silva

    Ei pessoal! Vamos parar com a hipocresia! Quem até hoje não ficou constrangido de assistir aquelas "apresentações" e logo em seguida se ver obrigado a "contribuir". Ao invés desse papo furado de liberdade de expressão, vamos analisar a situação: que estava uma bagunça, estava!

    21/07/2009 | 10h52 Denunciar

    Alyson Silva

    Que piada ler esta notícia, isso é arte...pelo amor de Deus nunca fui abordado ou intimado a dar algum dinheiro, ajuda quem quer... tem que tirar sim dos sinais essas crianças vendendo bala ou pedindo esmola ou esses caras querendo limpar o parabrisa do carro planfeteros por todos os lados, esses sim atrapalham e desorganizam a cidade.

    21/07/2009 | 10h46 Denunciar

    ana

    Tem que tirar bandido das ruas, traficantes, crianças pedindo esmola, flanelinhas, politicos FDP.... Deixem os artistas em paz!!!!

    21/07/2009 | 10h46 Denunciar

    DANIEL

    QUEM FOI O BABACA MAL INFORMADO QUE CRIOU ESSA PORTARIA. UM ESTUDO REALIZADO EM SP COMPROVA QUE ONDE A MALABARISTAS EM SINAIS DE TRANSITO, NÃO TEM ASSALTOS. ENTÃO A PREFEITURA DE FLORIPA PREFERE O BANDIDO ASSALTANDO DO QUE O ARTISTA TRABALHANDO.

    21/07/2009 | 10h43 Denunciar

    Marcia

    Se são artistas porque não vão entreter as pessoas de seus países?

    21/07/2009 | 10h39 Denunciar

    Oseas Alves Nogueira

    Nosso secretario deveria estar mais preocupado com o transito caotico que assola a cidade!!Pelo visto este senhor que se diz secretario nunca viajou ao exterior onde artistas desde tipo sao vistos em todo lugar... Que falta de cultura cidadão!!!

    21/07/2009 | 10h34 Denunciar

    Henrique

    Nunca fui extorquido nas sinaleiras de Fpolis por "artistas". Porém, flanelinha, "pedinte" e outros, inclusive, já furtaram meu veículo e pertences. Chegam ao absurdo de exigirem "propina" para "cuidarem" do veículo, na frente do fiscal da Zona Azul, e na área de atuação deste. É Sr. secretário, pelo volume de serviço que o senhor já possui, parece que voltou suas atenções ao menor e mais simples deles.

    21/07/2009 | 10h32 Denunciar

    Maria

    Os malabaristas não incomodam. O que me irrita são os flanelinhas. São caras-de-pau, exigem que vc pague e ai se der uma nota baixa! Estragam os carros se nos recusarmos a pagar. As vezes precisei parar o carro por 5 minutos na zona azul e eles vem em cima já pedindo dinheiro. Esses sim, deveriam ser expulsos das ruas!

    21/07/2009 | 10h28 Denunciar

    marcelo

    Ontem tentei estacionar na rua em frente ao SESC da Prainha, onde há um estacionamento zona azul. O local foi tomado por uma gang e já chegaram me abordando para cobrar o estacionamento. Isso sim deveria ser preocupação dessa administração mafiosa que o povo fez questão de botar no comando da cidade. Toma povo burro...

    21/07/2009 | 10h23 Denunciar

    Cristiano

    A questão é que não me sinto à vontade com nenhum tipo de pedinte nos semáforos. Sejam malabaristas, mendigos ou crianças vendendo balas. Creio que deveria ser proibido mesmo qualquer tipo de mendicância. Somente há pedintes (malabaristas, flanelas,etc) porque sempre há um coração mole que acaba dando dinheiro pra esta gente. Tenho medo de alguém jogando bolas de fogo para cima perto do meu carro!

    21/07/2009 | 10h23 Denunciar

    Elisa

    Quanto exagero! Porque não se preocupa com o número crescente de casas nos morros, da população que não tem onde morar, o que comer, etc... Isso é falta do que fazer, por parte da administração pública!!

    21/07/2009 | 10h21 Denunciar

    Sabrina

    Absurdo. Esses artistas não ficam nas sinaleiras por acaso. Eles estão ganhando o seu GANHA PÃO e não reclamam quando alguns motoristas não lhe dão algum trocado, ao contrário da maioria dos flanelinhas que, quando não são pagos, ameaçam riscar os nossos carros. Antes de tirar o ganha pão desses artistas, seria interessante, Sr. Rauen, dar outra alternativa de trabalho a esses artistas. Sr. Rauen existem coisas mais importantes a serem feitas que tirar o ganha pão desses trabalhadores.

    21/07/2009 | 10h14 Denunciar

    Bola Teixeira

    O sr. Rauen resolveu o problema da cidade com seu ato autoritário. Agora, sim a população terá noção de organização administrativa. Parabéns, sr. Rauen! Ia me esquecendo, vai te catá!!

    21/07/2009 | 10h13 Denunciar

    Terezinha

    E´vergonhosa essa atitude!!!não conseguem acabar com a "cracolandia" mas tirar o pão de quem está trabalhando ai sim, fica fácil. Assim fez a senhora Angela Amim, gdo tirou o artesanato da Praça , e deixou por lá a malandragem... realmente é querer mostrar serviço...cambada de incompetentes...

    21/07/2009 | 10h08 Denunciar

    Cesar Pereira

    Secretário incompetente e covarde... Falta do que fazer???

    21/07/2009 | 10h08 Denunciar

    Leo Bitter

    Secretário, meus parabéns... Dirijo todos os dias no centro da cidade é uma vergonha.... A sinaleira virou sinônimo de circo, hospital de doentes de toda a sorte e camelô, limpa isso tudo sim... Manda prá casa... Excelente medida. Quem tá de acordo leva prá casa... ah depois vão fazer uma viagem para o exterior e vejam como te tratam, imaginem fazendo balabarismos nos sinais em Portugal por exemplo. Pobre coitados. Tá certo secretário, e não amoleça. É pau neles..

    21/07/2009 | 10h07 Denunciar

    Juliana Klein

    Achei ótimo. Esses vagabundos vem pro nosso país, sem emprego, sem perspectiva de vida, falam mal do nosso Brasil lá fora e aqui viram " mendigos". Achei ótimo, ta na hora do Brasil mostras que não é TROUXA, que não pode ir recebendo de braços abertos qualquer um e achar que está tudo bem. Se fosse lá fora, com certeza já tinham, sido deportados.

    21/07/2009 | 10h00 Denunciar

    Fernando González

    Querem que eles passem à traficar+matar+roubar e fiquem ricos prá daí então poderem ficar aqui morando em Jurere? Mais uma palhaçada de nosso dito ¨Governo¨... Vão procurar os bandidos, se são machos o suficiente.....

    21/07/2009 | 09h59 Denunciar

    Cristiane

    Como sempre a corda arrebentando do lado mais fraco... a pessoa ali trabalhando honestamente pra poder sobreviver e ainda correndo o risco de ser presa se insistir em trabalhar! Enquanto isso, uma meia duzia de "engravatados" ai da nossa cidade, em seus belos escritórios comandam verdadeiras QUADRILHAS que lesam a população como um todo e estes nunca são presos.... A cidade deveria ser limpa desses aventureiros!!

    21/07/2009 | 09h50 Denunciar

    Dora Bakunin

    A Prefeitura de Floripa é uma das mais despreparadas e hipócritas do Brasil. Enquanto proíbe artistas de rua de se apresentarem - algo que acontece no mundo todo - não se importa com as ruas esburacadas. Ou com a falta de semáforos. Ou com empreendimentos imobiliários que desrespeitam a natureza. Não entendo como reelegeram uma administração tão imcompetente. Proibir uma expressão artística em espaço público é repressão. Os artistas não incomodam ninguém. A Prefeitura sim, é um grande incômodo.

    21/07/2009 | 09h49 Denunciar

    Abelardo

    Mentalidade retrógrada e idiota dessa administração! Noção de organização administrativa é uma piada! Não há nada de racional que justifique tal medida, somente o desrespeito e a falta de humanidade com quem ganha seu dinheiro com muito suor e artes nas ruas. Abaixo assinada já, não podemos deixar esses incompetentes administrativos fazerem suas "palhaçadas" com a nossa cidade.

    21/07/2009 | 09h49 Denunciar

    Flávio

    Beleza, tiraram os artistas. E os casqueiros (usuários de crack), que são realmente quem extorque dinheiro nas sinaleiras?

    21/07/2009 | 09h42 Denunciar

    AMARILDO ALBINO

    Esses hipócritas da prefeitura de Florianópolis deveriam sim limpar a Prefeitura de uns pra nada que estão no comando,claro os das sinaleira não dão voto, agora aprovar coisas irregular sim da voto.

    21/07/2009 | 09h40 Denunciar

    ton bar

    Acabe com isto Isto nao e trabalho artistico, e uma palhacada. haja saco para aturar esse povo nos semafaros Tudo por dinheiro

    21/07/2009 | 09h40 Denunciar

    Ana

    Gostaria de saber qual amparo legal que o senhor secretario baseia sua decisão ditatorial, e o que o Ministério Público tem a dizer sobre tal iniciativa.

    21/07/2009 | 09h38 Denunciar

    Carolina

    Ao invés de cuidar dos malabaristas, a Prefeitura devia era preocupar em retirar os flanelinhas das ruas que, com certeza, intimidam e ameaçam muito mais as pessoas. Esses sim são um problema sério...

    21/07/2009 | 09h31 Denunciar

    fabio correa da silva

    Por que nao regulamentar, padrinizar e ate mesmo usar estes artistas para campanhas anti-drogas? Nao, discrimina, proibe e pune. Talves seja desejo do secretário que os artistas troquem a arte pelo trafico de drogas! Isto é bem a cara de quem ganha seu dinheiro as custas do povo e ainda tem nojo dos pobres que batalham de dia para comer a noite. A politica brasileira é mesmo uma vergonha!

    21/07/2009 | 09h31 Denunciar

    Rodrigo

    Há lugares mais adequados para os artistas apresentarem seus trabalhos do que entre os carros nas ruas e avenidas. Quantas vezes já vi o sinal abrir e os carros arrancarem com eles ainda recolhendo seu ''couvert''? É uma situação de risco para todo mundo e que estava ficando insustentável. A prefeitura tem o dever de disciplinar o que acontece dentro do município. Não é porque temos outros milhares de problemas que se deve criticar quando se busca resolver um especificamente.

    21/07/2009 | 09h30 Denunciar

    Guilherme

    O engraçado é que o estrangeiro que vem montar comércio aqui, tem liberação total, e o mendigo? porque não tiram os mendigos da rua? E a guarda municipal que vc não encherga um só no centro, um completo absurdo, sou deficiente fisico, fui estacionar no centro e todas as vagas de deficiente estavam ocupadas por não deficientes, fui agredido por um babaca com um audi em frente a phipasa no centro próximo a esquina, chamei a policia e a guarda municipal e nada so disseram"pega o video daPM",pode?

    21/07/2009 | 09h27 Denunciar

    Jaime Cirino de Souza

    Até que enfim essa Prefeitura fez alguma coisa. Minha esposa foi atingida no verão por um malabarista enquanto passava justamente pela faixa de pedestres por um imbecil desses aí. Diga-se de passagem que eram um bando fariseus que vem incomodar e pechinchar por aqui. Já não era sem tempo essa decisão. Parabéns!

    21/07/2009 | 09h25 Denunciar

    renato

    Caramba!!! quanto provincianismo,xenofobia,repressão,burrice,visão estreita e manobra divercionista.Resolva os problemas do transito que são caóticos,sr.Rauen!!!!Hein?Rauen?Será que o sr.não tem aí um sanguesinho estrangeiro?O sr.está tentando fazer uma cruzada contra os estrangeiros que escolheram,por uma razão ou outra,viver em Sta.Catarina? Extorsão?Eu duvido.É apenas mais um argumento facistóide para tentar justificar o injustificavel,disfarçar a sua própria incompetencia e despreparo.

    21/07/2009 | 09h23 Denunciar

    yaco omar

    Eu tenho certeza que o sr prefeito ele quer o melhor para sua cidade de fpolis MAS eu tenho certeza que seria um equivoco começar com os malabaristas eles ñ atrapalham o transito nem exigem dinheiro como os franelinhas e vendedores de bala que são crianças pedindo esmola isso ai vergonha para uma capital como fpolis eu só a favor da arte circense sendo que ñ atrapalhe o próximo..

    21/07/2009 | 09h21 Denunciar

    Rodrigo

    Achei de grande valia a atitude tomada pela prefeitura. O espaço público está sendo ocupado desordenadamente e às vezes é preciso tomar decisões antipáticas. Temos que ter consciência da Florianópolis que a gente quer. Não há espaço para concessões sob o argumento de que ''estão trabalhando, expondo a sua arte''. Se assim fosse, a prefeitura não teria legitimidade pra tirar um vendedor de cachorro-quente ou pipoca que se instala irregularmente para ganhar o seu dinheiro dignamente. [...]

    21/07/2009 | 09h20 Denunciar

    Roberto Luiz Colaço

    Lamentável a posição da Administração.

    21/07/2009 | 09h17 Denunciar

    Donizildo

    pirofagia??? aquele dos fogo pulando? esse vc não pode fazer!

    21/07/2009 | 09h16 Denunciar

    Rogério Cachoeira do Jesus Bom

    O Sr. secretário acho que não é daqui. Este é o deferencial de Florianópolis das demais capitais Sr. secretário. Deixe de ser conservador.

    21/07/2009 | 08h54 Denunciar

    modesto

    Espero que esses críticos de plantão não se arrependam da crítica que fazem ao poder público, quando este tenta organizar a cidade,pois arte tem lugar adequado na cidade.Não querendo comparar mas o Rio de Janeiro começou assim,cada um fazendo o que quer,em qualquer lugar e a qualquer hora.Será que o povo Europeu é tão melhor que nós Brasileiros,ou aprenderam a obedecer e entender o que é colocado para melhorar.Vamos ser realistas,é desagradável ver um "artista",se expondo da forma que eles se expõe.

    21/07/2009 | 08h53 Denunciar

    Rafael Portela

    Nao ter com que se preocupar pe outrra coisa.. Discriminam quem faz da arte um trabalho.. E os menores que encomodam para limpar o vidros dos carros?

    21/07/2009 | 08h47 Denunciar

    marcos

    Quero ver um "cocudo" tirar os vendedores de passe de ônibus do entorno do "camelão", agora os "coitadinhos" já ocupam as calçadas das ruas laterais com suas banquinhas; tá bombando o comércio irregular!!!! Será que já lhes deram licença? Isso sim é que é cidade organizada!

    21/07/2009 | 08h47 Denunciar

    Júnior

    Já está na hora de colocar uma CANCELA na ponte e quem for de fora ter obrigatoriamente: Emprego, endereço fixo entre outros. Chega de ser bonzinho, só Floripa aceita esses desocupados que são empurrados para nossa cidade e ficam perambulando por ai. Que sejam colocados em ônibus (de segunda categoria) e mandem para suas cidades de origem. O trânsito tb agradeceria.

    21/07/2009 | 08h45 Denunciar

    cinthia

    ridicula a decisao, extorsao sao os nossos impostos que sao revertidos em falcatruas.

    21/07/2009 | 08h44 Denunciar

    john

    Quem deveria ser expulso da cidade são os políticos vergonhosos de florianópolis, eles causam muito mais constrangimento e me extorquem muito mais que um ARTISTA de rua!

    21/07/2009 | 08h39 Denunciar

    Junior

    Já estava mais do que na hora. Quem não concorda, que monte um circo em sua casa e chame todo esse pessoal p atuar em sua residência. Abraço.

    21/07/2009 | 08h38 Denunciar

    Sérgio

    Concordo plenamente com a medida, precisamos de mais atos desta natureza colocados em prática na nossa cidade, exemplo, os mendigos da praça e outros. Quem não gostar que vá fazer malabarismo em suas cidades.

    21/07/2009 | 08h36 Denunciar

    JÚLIO CARLOS RICHARD CÂMARA

    SECRETARIOZINHO DO MEIO AMBIENTE: O "SR" QUER LIMPAR A CIDADE, E NÃO QUER MALABARES NAS RUAS, TUDO BEM. ANTES PORÉM DEVERIA DAR UMA CHEGADINHA EM GRAMADO E VERIFICAR SE EXISTEM CATARINENSES METENDO 38 NA SUA CARA, DORMINDO NAS RUAS EM BANCOS DE JARDINS EM MARQUIZES. FLORIPA TORNOU-SE TERRA DE NINGUEM, SEM SEGURANÇA, SEM RESPEITO. UM BANDO DE VAGABUNDOS VINDOS PRINCIPALMENTE DO "SUL" E DE SP. LIVRE-SE DESTES ESCREMENTOS PRIMEIRO, PARA EM SEGUIDA EXPULSAR OS MALABARES. FLORIPA QUEM TE CONHECEU.

    21/07/2009 | 08h36 Denunciar

    Carlos Henrique

    Nunca me senti ameaçado pelos artistas de rua. Já pelos flanelinhas...

    21/07/2009 | 08h17 Denunciar

    fABIANA BARTNIAK

    Acho q temos problemas muito mais graves sim mas o caso não e vender bala ou fazer malabares no sinal o q me irrita e surpreende e a facilidade c q as pessoas vem e se instalam na cidade sem as menores condições, acho q todos concordam q o nivel social da cidade decaiu muito nos ultimos 10 anos, favela na beira da praia isso e inadmissivel o cara vem e se instala num cartao postal da ilha e tudo bem, isso e que deveria merecer atenção das autoridades, Floripa deveria ser uma cidade p/ poucos sim

    21/07/2009 | 08h15 Denunciar

    Sandro Livramento

    Quando não existe uma política clara de cultura (ainda não temos superintendente da fundação) e de envolvimento comunitário, sobra idiotas de plantão como um engenheiro desclassificado e despreparado para administra uma cidade. Extorsão é termos que pagar o salário dele para não fazer o que deveria fazer: cuidar do trânsito e melhorar as vias públicas, incluindo as calçadas. Fora Rauen!!!!

    21/07/2009 | 08h14 Denunciar

    HUGO

    MUITO INFELIZ SUAS PALAVRAS SEM COMENTARIO,PESSOA SEM RESPEITO AO PRÓXIMO,UM DIA O SENHOR IRA VISITAR OUTORS PAISES,ESPERO ELE TE TRATAREM BEM,AO CONTRARIO SEU. Nome: Roberto Camargo Cidade: Florianópolis Estado: SC Data: 21/07/2009 00:11 Parabéns pela medida!!! Atrapalham o trânsito e não divertem ninguém. Que voltem aos seus países de origem. Não queremos importar miseráveis. Já temos o bastante por aqui

    21/07/2009 | 08h10 Denunciar

    Luiz Audi Berto

    Nas prinipais cidades do mundo, oa artistas de rua atuam, e isso se chama cultura popular,quem é esse cidadão chamado Rauen, que diz, "eu não quero", é por esses e outros que nosso país está como está. Claro que é preciso organizar, saber quem é quem, regularizar a situação de cada um, principalemtne dos estrangeiros, agora, proibir, exite uma distâcia muito grande.

    21/07/2009 | 08h06 Denunciar

    Nara

    Radical o secretário não? Estrangeiros são problema da imigração e não do município (esqueceram de avisá-lo) e em países desenvolvidos, existe os ditos artistias de rua que mantém vivo artes quase extintas. E, José Carlos, nunca me obrigaram a DAR DINHEIRO "NA MARRA", ao contrário, são mais educados do que o senhor. Quer estrangeiros fora da nossa cidade? Procure a PFederal.

    21/07/2009 | 08h06 Denunciar

    ALISON

    Ba que vergonha,entao tudo pode? menos TRABALHAR? TA CERTO..... PARABENS POLITICOS DE 90 DIAS (ELEIÇOES) SERA QUE MUITOS DESSES ARTISTAS NAO ELEGERAM MUITAS MALAS QUE HJ CORTAM SEU TRABALHO? BAITA CACHORRADA.

    21/07/2009 | 08h06 Denunciar

    Alberto

    O Léo (comentário das 00h58min)alega que "somente deveriam ser permitidos nas sinaleiras os panfleteiros e os jornaleiros, desde que devidamente uniformizados" e que muitas pessoas se "incomodam" com arte nas sinaleiras, prevalecendo a "tese" de que via pública não é palco. Então as sinaleiras podem ser pontos de comércio e propaganda, mas não podem servir para os artistas? Quanta asneira. Isso é discriminação. A questão dos estrangeiros deve ser fiscalizada pela Polícia Federal. Te liga meu!

    21/07/2009 | 08h02 Denunciar

    Rodrigo

    Infelizmente é uma medida necessária. Senão, em alguns anos uma legião de estrangeiros desempregados ia tomar conta das ruas.

    21/07/2009 | 07h58 Denunciar

    Alexandre silva de souza

    é muito facil tirar das ruas aqueles que estão trabalhando,mais dificil é prender aqueles que merecem ser presos. né senhor,se posso diser assim:José Carlos Ferreira Rauen. Vergonha Nacional.

    21/07/2009 | 07h44 Denunciar

    marlene

    Em qualquer país a arte é exemplo de incetivo para as crianças e muitos tem orgulho e divulgam essa profisão quase morta .Só por aqui que não se valoriza esse dom. Pelo que sei eles pedem e não roubam , aceitam uma bilheteria de migalhas para seu sustento.

    21/07/2009 | 07h38 Denunciar

    CacáFloripa

    Agora só falta o secretário agraciar os malditos flanelinhas com licenciamento e um belo uniforme para continuarem a extorquir e ameaçar todo mundo em plena área azul!!!

    21/07/2009 | 07h17 Denunciar

    Juliana

    Tolerância zero para todos que tornam o trânsito ainda mais caótico.E se eles estão ilegais no país , que voltem para o país de origem.Ou os defensores destes " malabaristas " acham que se um brasileiro for fazer malabarismos em uma sinaleira de algum país da américa do sul ia ficar impune ? O Brasil é a casa da mãe joana , todos se acham no direito de vir e ficar por aqui.Vamos cuidar primeiro dos nossos cidadãos.Mas , sr secretário , chame atenção também dos flanelinhas .São uns abusados.

    21/07/2009 | 07h06 Denunciar

    truth

    o problema no Brasil é a parcialidade...para alguns a lei, para outros nao...eu sou favorável à proibicao de qualquer manifestacao que nao seja organizada (e autorizada) pela prefeitura da cidade...senao vira um caos, qualquer um faz o que quiser. já imaginaram se a garrafa com gasolina que os artistas deixam ao lado da via explodir? ou seja, sem fiscalizacao, controle nada funciona.essa é a diferenca entre nós e países civilizados.nós simplesmente nao aceitamos regras, somos parciais e egoístas

    21/07/2009 | 05h34 Denunciar

    Roberto Farias

    Ridiculo... Mas uma vez reprimindo os artistas de rua e a cultura popular. Nao sei nem o que dizer sobre essa atitude.Espero que aconteca alguma mobilizacao pra isso. Andar nas ruas fica mais animados com os artistas por la.

    21/07/2009 | 04h06 Denunciar

    Renata

    O povo é tao burro cara, que lendo os comentários fiquei pensando : se nao comecarem a tomar medidas do gênero,daqui a pouco estará a se infiltrar entre o verdadeiros "artistas de semáforo", a bandidagem.E qdo vierem pedir um dinheiro e o motorista nao der,já leva logo um tiro ou um soco na cara. Aí depois vem esse povo badalhoca do caramba reclamar que a cidade tá violenta (já esta que chega).Visitem outros países pra saber aonde esta a arte de rua se nao nas pracas, nos calcadoes ou nos jardin

    21/07/2009 | 04h05 Denunciar

    Renata

    Tá certo mesmo...vem tudo de mala e cuia pra cá a ficar fazendo porquice ao redor dos semáforos e atrapalhando o trânsito. Querem fazer arte popular, vao fazer pras criancinhas nos hospitais, nas escolas, e nos asilos para alegrar a vida dos velhinhos!Florianópolis tá virando muito albergue de maloqueiro mesmo...

    21/07/2009 | 03h46 Denunciar

    petter karls

    Parabéns, pela ação, como cidadão fico feliz, que tenham essa preocupação., poia entre esses, tem outros tipos....,temos circos se for para apresentação!!!!

    21/07/2009 | 03h13 Denunciar

    Duda Renovatio

    É então, voltamos a ditadura??? Quais as alternativas para esses artistas ganhar sua vida com dignidade senão alí? Concordo ali não ser um local apropriado, mas qual o local apropriado está ou será disponibilizado a eles? O que faz a administração pela arte popular na cidade?

    21/07/2009 | 02h16 Denunciar

    marina

    Finalmente uma medida sensata. Amo arte, mas me sinto completamente constrangida e insegura com os tais "artistas do semáforo". Constrangida pq não pedi o show ali e, portanto, não estou disposta a pagar a esmola pretendida. E insegura pq me vejo cercada de desconhecidos mascarados que, quem me garante, que não são assaltantes? Agora a prefeitura tem que estender a medida a esmoleiros e flanelinhas. Deem educação e trabalho para essa gente! Pedir dinheiro no sinal é humilhação pra todo mundo!

    21/07/2009 | 01h44 Denunciar

    André

    Quanta asneira estes caras fazem!! Deveriam sim retirar das ruas os mendigos que dormem no Centro e abrigá-los em albergues.Que vergonha..

    21/07/2009 | 01h30 Denunciar

    Guilherme Sousa

    bom, nao tem nada o que se comentar sobre essa atitude tomada. nós, cidadaos da cidade de fpolis, temos vergonha de termos autoridades desse tipo. realmente, isso ta um desrespeito!

    21/07/2009 | 01h11 Denunciar

    Joaquim

    Não se trata de pena, é o trabalho artístico diferente do que vende balas no semáforo. Quando o Sr. Rauen se arvora de gênio a administração pública esquece que temos o pior trânsito do pais, a mais alta tarifa de transporte coletivo, idéias ridículas sobre o que pensa o cidadão que elegeu esse governo municipal. Falta bom senso, aliás nunca houve isso em qualquer comentário do secretário.

    21/07/2009 | 01h03 Denunciar

    Orivalda Lima Silva

    A prefeitura deveria fiscalizar coisas realmente prejudiciais à comunidade, como a tirania de flanelinhas, esmoleiros e assaltantes de semáforos, em vez de punir artista que quer trabalhar. Estes pelo menos oferecem alguma contrapartida divertida à contribuição que pedem. E como bem disse Murilo aí acima, o dinheiro é nosso. E multar alguem por querer trabalhar é o fim! Ainda mais a artistas. Fala sério, secretário!! Quer mais imposto, vá recolher dos politicos, ladroes e contraventores, ora!

    21/07/2009 | 00h58 Denunciar

    Leo

    Em sinaleiras só deveriam ser permitidos panfleteiros ou vendedores de jornais, devidamente uniformizados. Essa questão da proibição de malabaristas realmente é polêmica. Existem os que apóiam a medida e os que não. Mas o caso é que se muitas pessoas se incomodam com arte em sinaleiras, prevalece a teoria de que via pública não é palco; se autoridades de Floripa acharam por bem proibir, aos artistas existe a possibilidade de optarem por outras cidades onde é permitida tal atividade.

    21/07/2009 | 00h58 Denunciar

    Tiago

    Acho um absurdo um secretário falar isto de pessoas que estão ganhando o seu dinheiro de forma justa. Porque ele não se preucupa com os flanelinhas que ficam na frente da assembléia "cobrando" para você estacionar o carro na área azul e ameaçam você se não ocorre o pagamento da contia que eles impõe. Se é para ser radical vamos acabra também com os vendedores de flores que têm nos cruzamentos ou até os de jornais.

    21/07/2009 | 00h51 Denunciar

    Alan Carlos Ghedini

    Disse o secretário: "Quero uma cidade com noção de organização administrativa" Bem, quem sabe ele devesse se preocupar mais com questões muito mais vexatórias para o município, como o sistema de transporte (des)integrado. Cassar o direito de trabalho de artistas é mostra, antes, da mesma falta de "organização administrativa" de que fala o tal secretário.

    21/07/2009 | 00h37 Denunciar

    Lalau

    Quem tá com pena pode levar pra casa.

    21/07/2009 | 00h34 Denunciar

    ELIZABETH DIAS DE MELLO CYRNE

    Acho que os poderes publicos deveriam acolher esses artistas dos semáforos e reuni-los num local determinado, dar algum treinamento extra, roupas próprias e torná-los artistas permanentes de um circo municipal que poderia ser explorado em dias específicos, principalmente nos finais de semana, esses shows poderiam acontecer na passarela do samba ou nos estadios de futebol antes dos jogos e nos intervalos dos mesmos. Na temporada isso pdoeria acontecer nas praias, um show itinerante.

    21/07/2009 | 00h32 Denunciar

    Roberto Camargo

    Parabéns pela medida!!! Atrapalham o trânsito e não divertem ninguém. Que voltem aos seus países de origem. Não queremos importar miseráveis. Já temos o bastante por aqui.

    21/07/2009 | 00h11 Denunciar

    Mylene

    Uma pena! Lá se vai uma das cores da cidade. Tem muito pra limpar antes de limpar a arte de rua...

    21/07/2009 | 00h02 Denunciar

    Murilo Silva

    Não faz muito tempo, placas encravadas no barro dos canteiros, cinicamente exibiam o alerta da prefeitura: Quem dá esmolas não dá futuro. Tirem, isto sim, as crianças das sinaleiras e os esmolentos profissionais. Usem os serviços de assistência social e dêem alternativa de trabalho e renda. A permanência dos mesmos completa o escárnio da miséria. E aquelas placas, agora em menor número, me fazem lembrar a tradicional e enjaulada recomendação zoológica para que não dêem comida aos animais.

    20/07/2009 | 23h46 Denunciar

    Murilo Silva

    Guio meu carro todos os dias pela cidade. Vejo o acender da luz sobre o palco adornado de faixas brancas e pretas. Jovens, com seus malabares, exibem para uma platéia impaciente, vestida em armaduras de lata, com pés redondos de borracha. Está tudo pronto para o espetáculo. O artista, um olho no equilíbrio outro no olhar da audiência, exibe a graça repetitiva. Escravo do tempo da sinaleira, este artista nem sempre consegue a bilheteria desejada. Pago satisfeito. Prefeito, o dinheiro é meu.

    20/07/2009 | 23h44 Denunciar

    johnathan cardoso

    Prefiro dez malabaristas jogando suas bolas, fazendo pirofagia, dando saltos ornamentais e simplesmente indo para outro carro caso não lhes damos alguns trocados do que UM único flanelinha que espera eu sair pra passar uma chave na lataria do meu carro ou pingar ácido no capô. Prefiro 250 malabaristas espalhados pela cidade, ganhando seus trocados e ficando na sua do que perder quase um milhão de reais que poderiam ser depositados em escolas, educação e estradas sendo despediçados na assembleia

    20/07/2009 | 23h30 Denunciar

    Carlos Quintana

    Uma idiotice autoritoria tingida de xenofobia. É lamentável ver em nosso pais, residuos da ditadura militr.

    20/07/2009 | 23h20 Denunciar

    Paulo Santos

    Acho justa essa providencia. Como também deveriam ser retirados, na marra e com a polícia, todos os flanelinhas que atormentam os motoristas na cidade. Poderiam e deveriam ainda despachar de volta ás suas cidades, as dezenas de indigentes enviados por municípios do interior para a capital, denegrindo sobremaneira a já deteriorada imagem da outrora tranquila capital que tínhamos. Vamos trabalhar prefeitura!!!

    20/07/2009 | 23h19 Denunciar

    jose

    E AS PRAGAS DOS FLANELINHAS?

    20/07/2009 | 23h17 Denunciar

    Valéria

    "Florianópolis limpou desde o início da fiscalização...diz o secretário." !!! A cidade está precisando é de outro tipo de limpeza Sr. secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano de Florianópolis!

    20/07/2009 | 23h06 Denunciar

    Luciana Pfeiffer

    Excelente medida!!! Vamos acrescer nesta lei os flanelinhas em toda a cidade e os limpadores de para-brisa do trevo do Terminal Rita Maria.

    20/07/2009 | 22h51 Denunciar

    andrea

    acredito que o problema maior não está na nacionalidade deles e sim na situação constrangedora que é criada. Se eu quiser ver esse tipo de arte, eu procuro... não podem se impor às pessoas. É o mesmo argumento para pedintes ou flanelinhas que usam lugares públicos para arrecadar dinheiro, sem oferecer nada efetivamente útil em troca... Se são brasileiros ou não é só um agravante de legalidade.

    20/07/2009 | 22h48 Denunciar

    André Diogo

    Viva nosso prefeito Dário. Repreensão, abuso de poder, e a ignorância do povo que engole tudo. Sr Dário, rumo ao governo do estado. Segurem-se quem puder!

    20/07/2009 | 22h40 Denunciar

    Giovana

    Concordo plenamente com a atitude da prefeitura! Prá quem acha que esse é um problema "mínimo" comparado com outras necessidades de nossa cidade, lembro que TODO problema começa bem pequenininho, "mínimo" em importância!Nenhum problema de hoje em dia começou grande!! 99% destes "artistas" vieram prá cá no verão e não fazem a menor questão de morar e trabalhar no Brasil de modo formal. Como alguém disse aí embaixo: quem tá com pena, que leve prá casa. Artista é no circo, em seu país.

    20/07/2009 | 22h37 Denunciar

    Silvio

    É muito simpatico e bonito verificar esta arte circense em nossas ruas. Ao invés de reprimir, sugiro ao secretario que estimule e ajude estes profissionais.

    20/07/2009 | 22h29 Denunciar

    sandro

    É BEM TIPICO DA ADMINISTRAÇÃO DO SR.DARIO BERGER,REPRIMIR O QUE BEM LHE CONVIR.DEVERIA SE PREOCUPAR EM CONSTRUIR CRECHES PARA Q AS PESSOAS DE BAIXO PODER AQUISITIVO PODESSEM TRABALHAR E TER ONDE DEIXAR SEUS FILHOS!!!

    20/07/2009 | 22h11 Denunciar

    Roberto

    É muito fácil falar "a prefeitura deveria se preocupar com outras coisas". Concordo com a atitude da prefeitura. Acho que a prefeitura deveria se preocupar com outras coisas também. Os outros problemas que a prefeitura comete não dá razão pra permitir esse tipo de atividade aqui. Eu contribuo com impostos porque essas pessoas não devem contribuir? Essa medida deveria ser aplicada também aos flanelinhas.

    20/07/2009 | 21h59 Denunciar

    Alexandre

    Queres aparecer secretario,vem com outra, moro ali e passo todos os dias por eles e nunca fui estorquido, acho bacana todo mundo presta atenção,afinal, morar numa cidade sem planjamento atulhada de semaforo,só um artista de rua para ajudar a relaxar.Para quem diz que aquilo ali é mandragem va tentar fazer uma manobra se quer com aquela bola ou aquele bastão,se eu ver repressão, acompanho junto até a delegacia e encaminho para um advogado gratuito,pois a estou cansado dessa politica demagoga.

    20/07/2009 | 21h55 Denunciar

    Giovanni Ramos

    A mesma palhaçada aconteceu em Blumenau há alguns anos. O poder público tem medo de arte!

    20/07/2009 | 21h53 Denunciar

    neno

    brincadeira secretario porque nao vai os ladroes e traficantes na rua ten medo machao .os cara sao artista vce ten inveja

    20/07/2009 | 21h49 Denunciar

    Alexandre Rodrigues

    Seria uma boa esse secretário de Meio Ambiente e "Desenvolvimento Urbano" desse uma volta no trecho de Sto Antonio de Lisboa,Sambaqui é intransitavel,buracos,quebra mólas que não são,são quebra carros!Ja que ele quer uma cidade de noção de organização administrativa,poderia colocar a guarda MUNUCIPAL fazer rondas no bairro que é muito dificel encontrar viaturas ou motos.Haa,convide o secretario de obras tambem!

    20/07/2009 | 21h46 Denunciar

    João Henrique

    Realmente proibir um artista de expressar-se, seria um retrocesso. No entanto, cabe à PMF legislar cuidando das nossas vias públicas. Tirar o artita (cidadão ilegal, diga-se de passagem) da rua, não visa coibir a arte, e sim, garantir a segurança da própria população. Em SP ou RJ se um moribundo deste chega perto do meu carro, com certeza ficarei com medo de ser assaltado. Vamos deixar este temor chegar aqui em nossa Cidade ? Não né mané...

    20/07/2009 | 21h46 Denunciar

    Maionese

    brincadeira em Sr. secretário, acho mesmo que tem coisa mais grave pra ficar preocupado e perder seu "precioso" tempo, nunca ne senti coagido por nenhum malabarista de sinal! vai por onde essa gente??? vai dar emprego na prefeitura????

    20/07/2009 | 21h40 Denunciar

    Biblioram

    Acho que a prefeitura tem que se preocupar com transito, educação e saude. e não reprimir os malabaristas com sua arte. Ao contrario dos politicos, os malabaristas estão trabalhando, e não roubando

    20/07/2009 | 21h39 Denunciar

    Bruno Silva Domingos

    Desde quando a prefeitura tem competência legal para impedir o trabalho de estrangeiros? Autorizações de trabalho para estrangeiros são da alçada da Polícia Federal. Malabarista fazendo extorquindo motorista? Desde quando? Quanta mentira sendo dita por um secretário... Extorsão por extorsão, aquela praticada pelos flanelinhas é INFINITAMENTE pior. Não obstante, a PMF vai atrás dos incautos argentinos... tsc tsc tsc.

    20/07/2009 | 21h39 Denunciar

    Francisco Assis de Oliveira

    Isto é um verdadeiro absurdo, se estão roubando ou consumindo droga são vagabundos, só porque estão mostrando sua artes, estão trabalhando honestamente, vem agora este "secretário" querendo aparecer. Perguntar não ofende: Será que este Sr. não será canditato nas proximas eleições? Eu ja parei nos semáfaros e nunca fui encomodado por estes rapazes, nunca arracaram dinheiro meu, dá quem quer, niguém é obrigado. Isto é um verdadeiro ABSURDO, com a palavra a ORDEM DOS ADVOGADOS.

    20/07/2009 | 21h38 Denunciar

    RODRIGO

    NAO PODIA SER DIFERENTE. SEMPRE APARECEM OS DEFENSORES DOS FRASCOS E COMPRIMIDOS. QUANDO ALGUEM PROPÔE UMA MEDIDA PARA ORGANIZAR AS RUAS DE NOSSA CIDADE, APARECE OS DETURPADORES DE OPINIÃO. TÃO COM PENA, LEVEM ESSA "GENTE FINA" PARA A CASA DE VOCES.

    20/07/2009 | 21h37 Denunciar

    Jacques

    é Absurdo e tosco comparar artistas populares com flanelinhas, ainda mais com drogados ! Se vc não conhece artistas populares, não fale besteira. Quem achacar, deve ser denunciado e preso se for o caso, qualquer um, flanelinhas ou falsos artistas, conforme prevê a Lei. Mas proibir de antemão é retrocesso das liberdades individuais.

    20/07/2009 | 21h36 Denunciar

    Edson Zabot

    Boa iniciativa, este tipo de atividade só atrai "malandragem". Querem fazer arte? Façam em local próprio, de maneira organizada e regularizada. Não em qualquer lugar, "mendigando" a arte.

    20/07/2009 | 21h32 Denunciar

    Paulo

    Muito bom, não existe arte em fazer malabarismo nos semáforos e pressionar a população a dar dinheiro. Agora falta dar um jeito nos flanelinhas que ameaçam estragar nossos carros se não pagarmos o que eles pedem, e em muitos casos eles cobram como se a rua fosse deles, quem sai na noite sabe como é.

    20/07/2009 | 21h29 Denunciar

    Jacques

    Que Absurdo ! Protesto já ! flash mobs com centenas de pessoas a fazerem malabares nos sinais , até essa lei RIDÍCULA E AUTORITÁRIA ser revogada !

    20/07/2009 | 21h28 Denunciar

    Ricardo Freitas

    Não falta mais nada. Esses canalhas demonstram bem sua visão de cultura, que aliás praticamente não tem investimento algum dessa dupla LHS/Dário. Quem é Rauen? O que fez por Floripa esse Secretário até hj? A quem incomodam estes artistas? Já os encontrei centenas de vezes e NUNCA FUI AMEAÇADO de nada. Quando contribuí, ou não, com uma moeda, só recebí agradecimentos e sorrisos. E tem uns imbecis concordanado com isso, queredo tirar o sustento de quem vende balas. Querem o que? Esmoleiros?

    20/07/2009 | 21h24 Denunciar

    Bruna

    E a liberdade, onde fica? Qual será o próximo passo, proibir as pessoas de bater palmas nas ruas da cidade? Se eu jogar meus pertences para cima e os pegar no ar, próximo ao semáfaro, serei multada?

    20/07/2009 | 21h05 Denunciar

    Gustavo Medeiros de Oliveira

    Cada um vem ao mundo e desenvolve as capacidades que Deus dá. Quem é que tem culpa de ter nascido artista? Como é que podem dizer que fazer arte pra ganhar dos outros por livre e espontânea vontade é proibido? Com essa agora tenho certeza, são esses políticos é que estão de "palhaçada"!

    20/07/2009 | 21h03 Denunciar

    João Vicente Curi Cherem

    O Estado policialesco mostra as afiadas lanças do autoritarismo. Michel Foucault se remoe no túmulo! Pergunto ao ilustre secretário em qual dispositivo legal ele se baseou para confiscar os pertences dos artistas, rasgando a Constituição da República, bem como qual suposta infração penal de menor potencial ofensivo eles estão incursos a fim de motivar lavratura de TC. E o pagamento da multa? E a pena de prisão? Não defendo os artistas, mas sim a Carta Magna e as leis brasileiras. Absurdo!

    20/07/2009 | 20h56 Denunciar

    Luís Medeiros

    POUCA VERGONHA!! Os malabaristas não fazem mal algum à população e é uma injustiça dizer que o dinheiro é arrancado à força. Falando em "dinheiro retirado na marra da população", que medida a prefeitura toma contra os flanelinhas, estes sim, verdadeiros criminosos, que estorquem a população e os turistas de nossa cidade.

    20/07/2009 | 20h46 Denunciar

    helena c..h.f.

    Esse "secretário" tá confundindo os artistas de verdade, porque mais malabarista que tem nessa administração, incuindo o sr.mega prefeito??!!! é de chorar...e agora quer "limpar" a cidade??!!! mas para um prefeito que "nunca viu uma baleia" não poderíamos espera muito coisa séria e sensata. malabarismo é o que esse povo faz prá andar de ônibus, estacionar no centro da cidade, conseguir uma consulta num posto de saúde, vaga em escola, enfim, estão afundando nossa cidade com tanta incompetÊncia.

    20/07/2009 | 20h43 Denunciar

    Jean

    Gracas A Deus esse Secretario merece um premio, pra eu principalmente que vivo no transito nao stinha coisa mais nogenta do que estar nun transito caotico e aguentar essas pessoas enchendo o saco tirando a atencao e ainda meio que obrigando a dar $ pois a cara que eles faziam nao precisa nem de rogar praga so falta tirar agora as meninas que vendem bala em frente o sinal do CENTROSUL.

    20/07/2009 | 20h42 Denunciar

    Luiz Eduardo

    Esses hipócritas da prefeitura de Florianópolis deveriam sim limpar a cidade que está cheia de vagabundos, usuários de drogas, assaltantes e flanelinhas soltos pela cidade pintando e bordando na cara dessa administração incompetente, irresponssável, demagógica e arbitrária espero nunca mais ter que engolir esses políticos de araque da atual administração.

    20/07/2009 | 20h42 Denunciar

    Zé da Ilha

    Aproveitem o ensejo e proibam também aqueles meninos e meninas, todos pintados e pedindo moedinhas nos sinais próximos à UFSC. Querem fazer trote?? Vão doar sangue, cobertores e agasalhos para os carentes. Ou então vão alfabetizar pessoas nas favelas. Chega de encher nosso saco prá depois tomar cerveja nos botecos em volta da UFSC!

    20/07/2009 | 20h31 Denunciar

    Siga Diário Catarinense no Twitter

    • dconline

      dconline

      Diário CatarinensePM apreende fuzil e prende dois homens no Morro do Horácio, em Florianópolis. http://t.co/wnkCIw1ZC6há 1 horaRetweet
    • dconline

      dconline

      Diário CatarinensePM apreende quase 30 quilos de maconha em São José, na Grande Florianópolis. http://t.co/6Gwf9I8tH9há 2 horas Retweet
    clicRBS
    Nova busca - outros