Versão mobile

02/02/2008 | 19h08

Bloco dos Sujos invade Centro de Florianópolis

Homens vestidos de mulher foram o ponto alto da folia na tarde deste sábado

Enviar para um amigo
Bloco dos Sujos invade Centro de Florianópolis Amanda Miranda/
Milhares de foliões acompanharam os tradicionais blocos de sujos no Centro de Florianópolis Foto: Amanda Miranda
O Bloco dos Sujos, uma das festas mais tradicionais do Carnaval de Florianópolis, ganhou as ruas do Centro da capital catarinense na tarde desde sábado, reunindo milhares de foliões. As fantasias de travestis foram o ponto alto do desfile, acompanhado passo a passo pelos grupos populares da cidade, como o Bloco Sou + Eu.

Na concentração, nem mesmo a chuva que caiu no fim do dia atrapalhou a folia. A avenida Prefeito Osmar Cunha foi totalmente tomada pelas cores das fantasias e pela alegria dos participantes do bloco.

Reinaldo Franzoni de Abreu, torcedor fanático do Avaí, aproveitou a ajuda da namorada para virar uma espécie de cheerleader do Leão da Ilha. Com peruca, óculos e um traje nada discreto, ele se revelou um freqüentador assíduo do Bloco dos Sujos, onde desfila pela sétima vez.

Estreante na festa, Thiago Vinícius Amaral trocou o Carnaval de Laguna, no Sul do Estado, pela folia na Ilha. Vestido de mulher, ele levou o amigo Fernando Costa, ambos gentilmente caracterizados pela cunhada.

— É a primeira vez que a gente vem, porque todo mundo fala que é legal. Como as estradas estão ruins, decidimos ficar por aqui mesmo e ver como é essa festa — disse Thiago.

No meio de tanta brincadeira, teve quem conseguiu lucrar com seriedade. Como a avenida onde se concentrou o bloco é um tradicional ponto de bares de Florianópolis, alguns gerentes optaram por abrir os estabelecimentos mais cedo. Juliano Sonesso, administrador do Absoluto Chopp Bar, montou uma espécie de "camarote".

— Daqui as pessoas conseguem ver a passagem do bloco de forma confortável, com comida e bebida liberada — afirmou ele, que contabilizou a venda de mais de cem convites.

Tradição

Os foliões do Bloco Sou + Eu marcaram presença na festa pelo 31° ano. Cerca de 600 camisetas haviam sido vendidas até as 15h deste sábado. Outras 600 foram doadas e pelo menos mais 400 seriam comercializadas na hora.

O fundador, ex-presidente e atual diretor do bloco, Caco Bastos, disse que a principal característica do grupo, além da tradicional camiseta colorida, é a banda formada por 120 músicos e 40 instrumentos de sopro. Tudo isso em dois trios elétricos, embalando a multidão.

Notícias Relacionadas

01/02/2008 | 17h26

Confirmado desfile das escolas de Florianópolis

Festa estava ameaçada por causa da chuva

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga Diário Catarinense no Twitter

  • dconline

    dconline

    Diário CatarinenseCerca de 17 mil unidades ficam sem energia no Norte da Ilha de SC. http://t.co/BsntgGcqRJhá 16 minutosRetweet
  • dconline

    dconline

    Diário CatarinenseEmpresas de transporte coletivo reforçam a segurança para evitar ataques no Litoral Norte. http://t.co/IHI7RzTORHhá 38 minutosRetweet
Diário Catarinense
Busca
clicRBS
Nova busca - outros