Conduta repreensível 18/04/2012 | 15h29

Casa Branca condena fotos de soldados ao lado de corpos de insurgentes no Afeganistão

Caso será investigado e responsáveis deverão prestar contas, explicou o porta-voz da presidência

Enviar para um amigo
A Casa Branca denunciou nesta quarta-feira a atitude repreensível dos soldados americanos que posaram ao lado de corpos de insurgentes afegãos, ao mesmo tempo em que afirmou sua decepção quanto à decisão do jornal Los Angeles Times de publicar as fotos em questão.

— A conduta descrita nessas fotos é repreensível e não representa de forma alguma os critérios seguidos pelos soldados americanos — explicou o porta-voz da presidência, Jay Carney, prometendo aos jornalistas a bordo do avião presidencial Air Force One que este caso será "objeto de uma investigação e os responsáveis deverão prestar contas".

Mais cedo, o secretário da Defesa americano, Leon Panetta, e o comandante das forças da Otan no Afeganistão, Anders Fogh Rasmussen, também condenaram as fotos, mas afirmaram tratar-se de um fato isolado.

— Estas imagens não representam em nada os valores ou o profissionalismo da enorme maioria das tropas americanas que servem atualmente no Afeganistão — afirma em um comunicado o diretor do Pentágono, que manifesta decepção com a publicação das imagens no jornal.

O jornal Los Angeles Times revelou nesta quarta-feira que os soldados americanos fizeram fotos, em mais de uma ocasião, ao lado de restos de corpos de homens-bomba afegãos.

A publicação afirma que o Exército americano iniciou uma investigação sobre o caso depois que o jornal divulgou algumas imagens, fornecidas por um soldado.

O primeiro episódio aconteceu em fevereiro de 2010, quando tropas da 82ª divisão aerotransportada foram enviadas a uma delegacia na província afegã de Zabul para analisar os pedaços de um suposto homem-bomba.

O propósito dos soldados era retirar impressões digitais, mas eles terminaram por posar para fotografias, de pé ou abaixados, ao lado dos cadáveres.

Poucos meses depois, o mesmo pelotão inspecionou os restos mortais de três insurgentes, que segundo a polícia afegã morreram de maneira acidental quando manipulavam explosivos.

Dois soldados aparecem nas fotos segurando a mão de um dos homens mortos com o dedo médio levantado, enquanto outro se inclinava sobre o cadáver, afirma o jornal.

Outro soldado criou e colocou uma insígnia extra-oficial com o título "caçador de zumbis" perto de outro corpo e fez uma foto.

O Los Angeles Times afirma que autoridades militares pediram ao jornal para não publicar as fotos pelo temor de reações violentas, mas o editor do LA Times, Davan Maharaj, afirmou que foi decidido publicar uma seleção "pequena, mas representativa" das imagens.

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga Diário Catarinense no Twitter

  • dconline

    dconline

    Diário CatarinenseMarina Silva faz campanha em Florianópolis nesta terça-feira. http://t.co/Y3w2VYWGs8há 55 minutosRetweet
  • dconline

    dconline

    Diário CatarinenseLuto: morre dono do restaurante Lindacap, em Florianópolis. http://t.co/D2Dk8b8rH2há 1 horaRetweet
Diário Catarinense
Busca
clicRBS
Nova busca - outros