Versão mobile

Último adeus05/04/2013 | 21h17

"A vida era uma festa contigo", dizem amigos em carta de despedida a jovem morto em acidente em Florianópolis

Texto foi lido como última homenagem ao rapaz que cativou centenas de amigos da universidade

Enviar para um amigo
"A vida era uma festa contigo", dizem amigos em carta de despedida a jovem morto em acidente em Florianópolis Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal
Max morava há dois anos em Florianópolis e trabalhava como tradutor. Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

Uma das cenas mais emocionantes da cerimônia de despedida de Max Luiz Bombazaro, de 22 anos, que morreu na quinta-feira em acidente de trânsito na Beira-Mar Norte, foi uma carta escrita pelos amigos que o jovem conquistou em quase dois anos vivendo em Florianópolis. Centenas de pessoas compareceram à Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) no fim da tarde de sexta-feira e acompanharam os lamentos de quem perdeu um amigo inesquecível.

Em sete parágrafos, os amigos tentaram resumir uma vida de amizade e carinho com o estudante de Relações Internacionais que sonhava em ser médico, mas que, há pouco tempo, havia decidido ser engenheiro.

Confira o texto completo:

"Eu sempre achei que a gente é mandado para a Terra para realizar três grandes feitos: aprender a amar, ensinar a amar e mudar a vida de alguém. Talvez a razão de você ter nos deixado tão cedo é que você veio para cá apenas para realizar duas: nos ensinar a amar e mudar as nossas vidas. Você já sabia amar. Você amava as pessoas com uma intensidade e facilidade sem igual.

Você tinha um sorriso sempre guardado para qualquer um, independente de como o seu dia estivesse ruim. Era sempre um dia ensolarado como o de hoje, como os das muitas caminhadas que fizemos, você ouvindo meus problemas e eu os teus - mesmo que nem sempre você quisesse desabafar-, como das muitas mensagens e ligações em que você dizia: "eu preciso ver gente".

Dizem-nos para dançar como se ninguém estivesse olhando. Você não apenas dançava, você vivia. A vida era uma festa contigo. Você me ensinou a amar, um amor amigo, que não julga ninguém. Afinal nós todos temos um lado de loucura.

Você me ensinou a lavar a louça e tirar de pequenas coisas da filosofia para vida. Você daria sim o melhor marido. Você deixou todas as suas amigas viúvas antes do tempo.

Você mudou a vida de todos nós. Não há quem te conhecesse que não passasse pelo "efeito Max". Você era tão Max que era impossível não se sentir ao lado de um amigo de infância, mesmo que tenha te conhecido por apenas alguns minutos. Eu me sentia melhor ao seu lado. Você fazia bem para as pessoas e elas para você.

A maior dor para mim, quando alguém parte, é não saber se elas estão bem, não poder ligar e dizer: "só liguei para saber como você está, sinto a sua falta". Mas eu sei que contigo eu não preciso me preocupar. Eu sei que você está cercado de amigos, aonde você for. Todos "embobecidos" pelo seu único "efeito Max".

Não seria você se não houvesse um pouco de drama "mexicano."

Notícias Relacionadas

Despedida 05/04/2013 | 21h16

Amigos homenageiam rapaz morto em acidente na Beira-Mar, em Florianópolis

Capela ecumênica da UFSC ficou lotada com amigos, colegas e professores

Luto 05/04/2013 | 16h48

Estudantes da UFSC prestam homenagem ao jovem que morreu em acidente na Beira-Mar Norte

Corpo do aluno de Relações Internacionais será seputado em Cocal do Sul, neste sábado

Acidente 05/04/2013 | 01h30

Um morre e quatro ficam feridos após batida na Beira-Mar Norte, em Florianópolis

Motorista do PT Cruiser perdeu o controle, atravessou a pista e veículo foi atingido em cheio por um Peugeot 207, que vinha no sentido contrário

Comentar esta matéria Comentários (7)

Páris

Estranhei que o meu comentário não saiu. Não foi ofensivo, simplesmente concordei com a opinião do Andre e sugeri que a família do destitoso, fique atenta e acompanhe os passos do inquérito. Perguntei também se a motorista, cujo nome foi omitido, fez teste de bafômetro.

07/04/2013 | 19h02 Denunciar

Thales

Excesso de velocidade e imprudência é causa da maioria dos acidentes automobilisticos. Se houvesse mais controle por parte das autoridades o indice diminuiria, com certeza! Radares já!

07/04/2013 | 11h17 Denunciar

Páris

Exatamente André, porque não saiu uma linha sobre a condutora do veículo, seu nome, estava sóbria? Estão só exaltando as qualidades do falecido. A família deste rapaz deve ficar atenta, e buscar o que de direito. Se o condutor fosse um zé mané qualquer, seu nome já estava escancarado na mídia.

06/04/2013 | 21h39 Denunciar

Lia

O fato é q 1 mãe perdeu seu único filho adorado. E tanto segredo,tanta operação abafa entre os amigos é muito, muito suspeito.Vinham de 1 formatura onde? Beberam? Pq ñ esperou passar a tromba d'água p/ seguir com segurança? Capaz de dizer q foi fechada.Mas se tiver câmeras por ali dá p/ ver como foi

06/04/2013 | 18h56 Denunciar

Lia

Estranho msm.Q razão p/esconder o nome da condutora?Se a chuva estava forte d+ deveria andar + devagar ou msm p/ e esperar passar,diz a prudência.O falecido ñ usava cinto,foi fatal p/ele e faz lembrar q cabe ao motorista mandar colocar cinto em todos. Álcool,celular?PT Cruizer ñ é p/qqr 1.Pobre ñ é.

06/04/2013 | 18h50 Denunciar

ANDRE

Onde estão as informações da condutora deste veículo??? Normalmente é informado e "especulado" os possíveis motivos que levaram ao acidente. Segundo informações estavam voltando de uma festa.. pq não divulgaram o nome da motorista? em nenhuma matéria foi falado em punição..???

06/04/2013 | 08h37 Denunciar

Mariela Eninger

Que lindo...parece que foi um bom ser humano enquanto vivo...

06/04/2013 | 01h24 Denunciar

Siga Diário Catarinense no Twitter

  • dconline

    dconline

    Diário CatarinenseIdosa que era cuidada por presos morre aos 102 anos em Porto Alegre. http://t.co/eabHJsbXfRhá 1 horaRetweet
  • dconline

    dconline

    Diário CatarinenseRT @esportesdc: AGORA: Chapecoense enfrenta o Grêmio fora de casa. Siga: http://t.co/2vFVRGZ3n1 http://t.co/HaInLOCDQGhá 2 horas Retweet
Diário Catarinense
Busca
clicRBS
Nova busca - outros