Canonização18/05/2012 | 06h44

Fotos: veja a história da Santa Paulina e do santuário construído em Nova Trento

Canonização da Madre Paulina completa 10 anos neste sábado

Enviar para um amigo
Fotos: veja a história da Santa Paulina e do santuário construído em Nova Trento Ver Descrição/Ver Descrição
Cerca de 30 mil pessoas assistiram em Roma à cerimônia de canonização da Madre Paulina em 2002 Foto: Ver Descrição / Ver Descrição

Confira alguns dos fatos marcantes na vida de Santa Madre Paulina. Há 10 anos, Amábile Lúcia Visintainer foi canonizada pelo Papa João Paulo II. Italiana, ela viveu grande parte da vida na cidade de Nova Trento, no Vale do Rio Tijucas, em Santa Catarina.

Na mesma cidade, ainda vivem os descendentes da Santa Madre Paulina que conservam a admiração pela religiosa. Nas imagens abaixo, alguns dos momentos importantes relacionados à Santa Paulina.

Veja mais fotos da história de Santa Madre Paulina na galeria

 Assista ao vídeo com familiares de Santa Paulina que vivem em Nova Trento

— 1865: nasce em 16 de dezembro, no norte da Itália, e recebe o nome de Amábile Lúcia Visintainer


Foto: Reprodução


— 1875: vem para o Brasil com a família para morar na localidade de Vígolo, em Nova Trento

— 1887: com a morte da mãe, tem que cuidar da família até o pai casar novamente. Desde pequena ajuda na Paróquia de Nova Trento e colabora, com um grupo de jovens, para comprar a imagem de Nossa Senhora de Lourdes, que está na gruta do Santuário

— 1890: em 12 de julho, com a amiga Virginia Rosa Nicolodi, dá início à Congregação das Irmãzinhas da Imaculada Conceição, cuidando de uma doente em fase terminal num casebre doado por Beniamino Gallotti. Em 1891, junta-se à irmã Teresa Anna Maule

— 1894: o trio funda a Congregação e recebe um terreno e uma casa de madeira de João Valle e Francisco Sgrott como doação

— 1903: Santa Paulina é eleita, pelas irmãs, Superiora Geral. No mesmo ano, deixa Nova Trento para cuidar dos ex-escravos idosos e órfãos, no Ipiranga, em São Paulo

— 1909: a Congregação cresce em Santa Catarina e São Paulo. As Irmãs assumem a missão evangelizadora na educação, na catequese, no cuidado aos idosos, doentes e crianças órfãs. Santa Paulina é deposta do cargo de Superiora Geral pela autoridade eclesiástica e enviada para Bragança Paulista a fim de cuidar de asilados

— 1918: é chamada a viver na Casa Geral, em São Paulo, onde ajuda na elaboração da História da Congregação. Acompanha e abençoa as Irmãs que partem em missão para novas fundações

— 1942: em 9 de julho, morre aos 77 anos, na Casa Geral em São Paulo, com fama de santidade, pois viveu as virtudes de fé, esperança e caridade

— 1965: em 3 de setembro inicia-se o processo de canonização

— No dia 17 de outubro de 1991 - O Papa João Paulo II desembarca no Aeroporto Hercílio Luz para a beatifização da Madre Paulina


Foto: Antônio Carlos Mafalda

—1988 é construída em Nova Trento a réplica do casebre de Amábile e Virginia. Chamada de Casebre, lá estão guardados documentos do nascimento, batismo, crisma de Santa Paulina, além da certidão de casamento de seus pais da Santa


Foto: Jandyr Nascimento

— 1991: a beatificação de Santa Paulina, proclamada pelo Papa João Paulo II, ocorre no dia 18 de outubro, em Florianópolis


Foto: Roberto Scola

— 2002: a canonização ocorre no dia 19 de maio, em Roma. Madre Paulina está incluída na lista das Santas e Santos da Igreja Católica. Nem mesmo a chuva fina afastou a multidao de 30 mil pessoas reunida na Praca de Sao Pedro para assistir a canonizacao de cinco novos santos da Igreja Catolica entre eles a Madre Paulina do Coracao Agonizante de Jesus


Foto: Lula Marques/Folha Imagem

— 8 de setembro de 2002: O então candidato à presidência Ciro Gomes e a namorada Patrícia Pillar fazem uma visita ao Santuário de Santa Paulina


Foto: Marcos Porto

— 2006: Obras da catedral do Santuário em Nova Trento


Foto: Jandyr Nascimento

— 2007: A catarinense Eluiza Rosa de Souza, de 65 anos, viaja a São Paulo para ver o Papa Bento XVI. A aposentada de Imbituba já tinha visto o Papa João Paulo II de perto em três oportunidades, inclusive no Vaticano. Ela foi uma das primeiras pessoas a receber uma milagre de Santa Paulina.


Foto: Marcelo Becker

—2006: Inauguração da Catedral do Santuário da Santa Paulina. Hoje, o Santuário é um parque ecológico, com estrutura para o turismo.


Foto: Daniel Cozi

—2010: Jogadores e comissão do Avaí visitam o santuário de Santa Paulina em Nova Trento para pagar promessa de permanencia na série A do Campeonato Brasileiro de futebol.


Foto: Julio Cavalheiro

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga Diário Catarinense no Twitter

  • dconline

    dconline

    Diário CatarinenseNo primeiro dia sem radar, pelo menos 40 condutores são multados por passar no sinal vermelho http://t.co/bC0zeU86w8há 16 minutosRetweet
  • dconline

    dconline

    Diário CatarinensePensão vitalícia de Roseana Sarney soma mais de R$ 45 mil por mês http://t.co/W2kPOajIUThá 2 horas Retweet
Diário Catarinense
Busca
clicRBS
Nova busca - outros