Concurso06/03/2012 | 18h54

Associação Mundial de Jornais promove concurso "A Entrevista dos Meus Sonhos"

O concurso é voltado a escolas do mundo inteiro que tenham parceria com jornais associados à WAN-IFRA e associações nacionais de jornais.

Enviar para um amigo
Associação Mundial de Jornais promove concurso "A Entrevista dos Meus Sonhos" WANIFRA/0
The Interview People Foto: WANIFRA / 0

A Associação Mundial de Jornais e Editores de Notícias (WAN-IFRA), com sede em Paris, está organizando o concurso "A Entrevista dos Meus Sonhos - Um festival global de reportagens feitas por jovens sobre estórias de sucesso", sob a coordenação de Aralynn McMane, Diretora Executiva de Desenvolvimento de Jovens Leitores e do Programa Jornal e Educação da WAN-IFRA e Roxana Morduchowicz, coordenadora do Programa Escuela y Medios, do Ministério da Educação da Argentina.
O concurso é voltado a escolas do mundo inteiro que tenham parceria com jornais associados à WAN-IFRA e associações nacionais de jornais.

Para quem: Classes de alunos com 11 a 15 anos, em colaboração com jornais locais.

O que: Equipes de quatro a seis crianças escolhem uma pessoa importante que gostariam de entrevistar. Alguém que atue no serviço público (como política, direitos humanos, jornalismo) ou ainda entretenimento, artes, esportes, etc, que represente sucesso através de trabalho árduo, sério. A equipe deve submeter sua ideia e questões para o jornal local participante, que escolhe o melhor conjunto de perguntas e ajuda a equipe vencedora a fazer a entrevista.

Por que: Para ajudar os jovens a aprender sobre o valor da dedicação e do trabalho e ao mesmo tempo, ensinar entrevista jornalística e competências linguísticas.

Onde: Jornais em uma variedade de países e continentes junto com escolas parceiras.

Como: Jornais configuram o festival localmente como quiserem. Podem trabalhar com uma ou duas escolas; podem torná-lo um concurso nacional ou municipal, etc e distribuem o Guia para Professores "Minha Entrevista dos Sonhos da WAN-IFRA" (disponível para o coordenador do concurso a partir da Rede Mundial Jovens Leitores) para as escolas parceiras. Em seguida, devem selecionar os dois conjuntos de perguntas da entrevista.
A entrevista deve ser realizada em grupos de no mínimo quatro alunos. Nenhuma entrevista individual será aceita.

O jornal ajudará o grupo vencedor a fazer a entrevista com a pessoa escolhida.
Essas entrevistas serão submetidas (em Inglês) para um júri internacional de jornalistas de renome, que devem selecionar os dois vencedores globais. As duas entrevistas vencedoras ganharão viagem para a cerimônia de premiação no "Media Port" durante a WAN-IFRA Expo, em Madrid, Espanha, dias 29 e 20/10, para o professor da turma vencedora e dois alunos.

Após a publicação no jornal vencedor, as entrevistas vencedores serão distribuídos em todo o mundo em Inglês www.theinterviewpeople.com e os royalties vão para as escolas vencedoras.

Quando:
Fevereiro e Março -
Guia de Entrevista para professores (em Inglês e Espanhol) fornecidas aos participantes pelo jornais

Abril a junho - Lançamento do projeto: Jornais terão até o final de maio para enviar as duas entrevistas de duas escolas.

Julho - O júri decide quais duas entrevistas são as vencedores.

Final de julho - Anúncio dos vencedores.

Outubro: Cerimônia Internacional de vencedores no Media Port, durante WAN-IFRA Expo (29-30 de Outubro, em Madrid, Espanha)

Mais informações com Roxana
Morduchowiczroxana.morduchowicz@gmail.com ou wan-ifra.mydreaminterview@gmail.com (em espanhol) ou Aralynn McManearalynn.mcmane@wan-ifra.org (em inglês)

Perguntas frequentes:
Por que a entrevista tem que ser feito por grupos de estudantes ao invés de um indivíduo?
O projeto quer promover habilidades adicionais e valiosas tais como: a capacidade de trocar idéias, respeitar as opiniões dos outros, para poder participar de debates democráticos e para chegar a conclusões. Ao trabalhar em grupos, os alunos aprendem o que é pluralidade e lberdade de expressão, assim como tolerância e democracia também.

Quais são os efeitos deste projeto?
Os estudantes aprendem a pesquisar para ir mais a fundo sobre o tema de suas matérias/entrevistas, além da importância de lerem e serem mais críticos em relação às entrevistas nos jornais, para entender como se faz uma boa entrevista.
WAN-IFRA fará dois guias disponíveis para professores em todo o mundo: Como fazer entrevistas profissionais jornalísticas e como organizar um projeto Minha Entrevista dos Sonhos (concurso local ou nacional).

Após a entrevista eu estou correto em assumir que você quer que os alunos escrevam as perguntas e respostas no estilo de um artigo e não no estilo pergunta-resposta simples?
De qualquer maneira está ok. Eles podem escolher. Ambos serão aceitos para o júri. É melhor e mais atraente para o leitor se eles puderem fazer uma mistura de perguntas e respostas e artigos. Mas é também mais difícil. Assim, eles podem fazer só pergtuntas e respostas, se quiserem. Em qualquer caso, perguntas e respostas deve ser parte do texto, mesmo se escolherem a característica do texto artigo. Porque a coisa mais atraente é ver que tipo de perguntas os jovens fizeram e como elas são respondidas pelo entrevistado. Concluindo, a mistura é ideal, mas perguntas e respostas devem ser incluídas.

Comprimento - O comprimento máximo do artigo é de 300 a 400 palavras?
Não, 300 ou 400 palavras é um texto muito curto. O objetivo mínimo é de 800 palavras e o máximo 1000 palavras, sendo que 800 palavras dá, em média, duas páginas.
Um jornal sempre pode cortar um texto antes da impressão mas, se a entrevista é interessante o suficiente para ser publicada, um jornal vencedor gostaria de dedicar uma página inteira a ela.

O que acontece se selecionarmos uma criança que tem grandes questões e formos incapazes de garantir a "pessoa do sonho" para a entrevista?
Primeiro de tudo, a entrevista de uma criança não é a idéia. As equipes precisam ter pelo menos quatro crianças. Se o jornal não pode ajudar as crianças a entrevistar determinada pessoa, ele não pode aceitar a inscrição da mesma e precisa encontrar outra pessoa, porque o júri vai avaliar a entrevista como será alcançada com perguntas e respostas.

Neste ponto as crianças podem entrevistas alguém mais?
Sim ... Se eles tiverem tempo para escrever um novo questionário e entrevistar a pessoa, não há problema, contanto que eles fiquem dentro do prazo.

Link de Origem

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga Diário Catarinense no Twitter

Diário Catarinense
Busca
clicRBS
Nova busca - outros